» » » » Ambulantes fizeram manifestação hoje em Cabo Frio.

Notícias de Cabo Frio. Centenas de pessoas que trabalham como ambulantes nas praias da cidade de Cabo Frio, realizaram hoje uma manifestação contra as exigências de documentos, para muitos, difícil de conseguir e atender antes do final do verão. "Estão solicitando além do nada consta da Prefeitura para saber se existe algum débito de IPTU, também o nada consta da Polícia Federal. Para este último somos obrigados a nos deslocar até Macaé, pagar uma taxa e retornar para a cidade. E se você vai trabalhar com um botijões de gás temos que pagar um laudo que custa 180 reais. É muito dinheiro pra mim que estou desempregado e vivo das vendas na praia", declarou um morador da Boca do Mato. [Continua abaixo - mais fotos] 
O Secretário de Desenvolvimento da Cidade, Claudio Bastos, recebeu um grupo e falou com os presentes. "Pessoal o nada consta da polícia Federal não é para punir vocês, mas sim evitar que alguém que possua mandado de prisão em aberto tenha uma licença para trabalhar. E as exigências dos documentos é para poder fazer uma peneira, para que somente o cabofriense e não o turista que vem somente no verão consiga licença para trabalhar. Todos que trabalham na praia o ano inteiro vão receber suas licenças, o que não podemos permitir é que aqueles que querem trabalhar somente no verão apareçam para dividir com vocês o lucro do trabalho. Não temos a intenção de tirar o direito das pessoas de trabalhar na praia. O problema talvez tenha sido a forma tardia que o edital foi publicado", declarou o Secretário garantindo que a questão do botijão será discutido agora em abril de 2018, após a semana santa, permitindo que as pessoas trabalhem durante este verão. Ele também prometeu retirar a exigência de documentos que está atrapalhando o ambulante de conseguir o crachá e a licença. Fotos/Fonte: Fique Bem Informado


COMPARTILHE:

A SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE:

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply