Um macaco Bugio morreu nesta quarta-feira (25/10) no distrito de Tamoios, em Cabo Frio, depois de aparecer em um condomínio. Ele vai ser encaminhado para a Vigilância Sanitária da capital para que seja realizada uma autopsia com o objetivo de detectar se a morte foi provocada pela febre amarela. Os moradores ainda tentaram ajudar o animal, assim que apareceu no condomínio, mas não conseguiram evitar a morte. A preocupação agora é com a causa da morte. [Continua abaixo] 
"Corremos esse risco [de febre amarela]. Eu não tenho a vacina e acredito que muitos aqui também não tenham", disse a comerciante Maria das Graças. Segundo o biólogo Geraldo Lima, a espécie é uma das mais suscetíveis à febre amarela. "Ele [o Bugio] é um dos macacos que a gente tem como indicador [da doença]", explicou. O macaco Bugio, porém, não é transmissor da febre amarela; ele é um hospedeiro como o ser humano. 

Biólogos da Prefeitura de Cabo Frio levaram o macaco morto para o Instituto Ambiental Phenix de Animais Silvestres (Iapas), em São Pedro da Aldeia, que cuida de animais silvestres doentes. De acordo com a coordenadora do Iapas, Marcia Cristina de Souza, não é possível saber o que causou a morte. 

"É o macho alfa, ele é o dominante do bando dele. Nós vamos mandá-lo para avaliação e fazer uma pesquisa do local para saber o por quê de isso acontecer. Eu não posso dizer do que ele faleceu enquanto eu não receber os resultados", declarou. Este ano, 23 casos de febre amarela em humanos foram confirmados no estado do Rio, com seis mortes. Foto Reprodução TV G1 Intertv/Fonte: G1


COMPARTILHE:

A SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE:

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply