» » » Baleia encalhada é salva em Arraial do Cabo.

Notícias de Arraial do Cabo. Foram 19 horas de trabalho ininterrupto até que a baleia jubarte que estava encalhada em Arraial do Cabo fosse devolvida para o mar na tarde deste domingo (22/10). Agentes da Guarda Ambiental, ICMBio, Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e do Corpo de Bombeiro amarraram cordas no animal para que ele fosse puxado pelas embarcações. [Continua abaixo - mais fotos] 

O trabalho de resgate contou com uma retroescavadeira e um mutirão de pessoas para que a baleia continuasse molhada até que a maré subisse, possibilitando a retirada dela da areia da praia. O grupo utilizou baldes de água e toalhas durante todo o trabalho de desencalhe.

A baleia jubarte de aproximadamente quatro metros e sete toneladas encalhou na Praia Grande no início da noite deste sábado (21/10). Pelo menos 30 agentes participam da operação para cavar um buraco para que a baleia continue sendo molhada. Um cinturão foi formado ao longo da praia para que banhistas não tenham acesso ao animal. [Continua abaixo]
Segundo Mauro Russo, coordenador da Guarda Ambiental, o grupo conseguiu fazer com que ela voltasse para o mar. "Ela foi puxada por duas embarcações: uma de pesca e uma escuna de passeio. Ela estava bem e saiu em direção ao mar aberto. Contamos com o auxílio de alguns banhistas voluntários durante o resgate", disse.

Em Armação dos Búzios

Moradores de Armação dos Búzios, na Região dos Lagos do Rio, também participaram de um mutirão para resgatar o filhote de uma baleia jubarte em agosto deste ano. Na ocasião, o animal encalhou na Praia da Rasa e foi devolvido ao mar quase um dia após ficar preso na areia. Durante o resgate foram utilizadas três retroescavadeiras que atuaram no salvamento. Dezenas de pessoas também utilizaram pás e enxadas para afastar a areia, além de baldes para hidratar o animal. Fotos: Ricardo Malta e Marcelo de Lima/ Fonte: G1


COMPARTILHE:

A SUA OPINIÃO É IMPORTANTE. COMENTE:

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Leave a Reply